Follow by Email

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Sebrae inaugura incubadora tecnológica no Seridó

A Incubadora Tecnológica em Melhoramento Genético da Bovinocultura já entrou em funcionamento em Currais Novos. A inauguração do espaço faz parte de uma parceria entre o Sebrae, o IFRN e a ABCZ.

Para estimular a inovação e fomentar o desenvolvimento regional, o Sebrae no Rio Grande do Norte e o Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), inauguraram a Incubadora Tecnológica em Melhoramento Genético da Bovinocultura na terça-feira (13). O espaço já está em funcionamento no Campus Currais Novos do Instituto, através do seu Núcleo de Incubadoras Tecnológicas.

Trata-se da primeira incubadora de empresas na área de bovinocultura leiteira instalada no Nordeste. O objetivo é apoiar os novos empreendedores e prestar consultoria aos produtores que já estão no mercado, dentro de um conjunto de ações estratégicas para fortalecer a cadeia produtiva da pecuária leiteira no Estado. A incubadora atuará em eixos, como consultoria técnica e empresarial, missões técnicas e comerciais, pesquisa de mercado, feiras e exposições, publicidade e propaganda, treinamento especializado, diagnóstico empresarial, transferência de tecnologia e estímulo à consolidação de uma cultura empreendedora na região.

O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, participou da solenidade de inauguração da estrutura em Currais Novos e a considerou um marco tecnológico para todo o RN, ressaltando que a incubadora demandará inteligência técnica, por se tratar de um programa sofisticado e inovador. “É um projeto audacioso e arrojado que vai potencializar os resultados da base da cadeia produtiva da bovinocultura potiguar”, destacou.


 O superintendente vê o espaço como uma alternativa de apoio ao empreendedorismo via academia, proporcionando toda a parte operacional e de gestão às empresas incubadas. “Teremos toda parte de assessoria e consultoria para as pequenas propriedades, melhorando a qualidade do rebanho e da produção de leite, através de biotécnicas, como de inseminação artificial e fertilização in vitro”. Os diretores Técnicos, João Hélio Cavalcanti, e de Operações, Lázaro Mangabeira, também prestigiaram a inauguração e consideraram a implantação da incubadora um avanço para o setor pecuário do Estado.

A opinião é semelhante a do diretor-geral do Campus Currais Novos do IFRN, Rady Dias de Medeiros, que vê na incubadora o embrião motivacional para a instalação de incubadoras em outros segmentos, como o mineral. “Estamos aproveitando o que de melhor existe na área de melhoramento genético, através da Associação Brasileira de Criadores de Zebus, para que essa experiência possa servir de base e assim possamos produzir esse melhoramento genético a partir da produção local”, prospectou.


Já o pró-reitor de pesquisa e inovação do IFRN, professor José Yvan Pereira Leite, acredita que educação de qualidade se faz com investimentos importantes e que a incubadora vai estimular o empreendedorismo a partir de uma vocação natural do Seridó, a atividade bovina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Adese agradece o seu comentário!