Follow by Email

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Meteorologistas da EMPARN acreditam que seca no Seridó será uma das piores da história

Sidney Silva informa em seu Blog que o meteorologista da EMPARN, Gilmar Bristot, disse que o período de estiagem neste ano de 2012 será severo. Ele inclusive lembrou que poderá ser igual ao mesmo ocorrido em 1919, quando uma seca grave castigou o semiárido nordestino. “Ninguém esperava uma seca histórica, e eu digo isso porque no Seridó, valores pluviométricos parecidos com os deste ano, só tinham ocorrido em 1919, e estão se repetindo. Essa é uma situação muito grave”, disse.
No início do ano, os modelos de previsão não apontavam para uma seca tão severa. A condição dos Oceanos não garantia essa situação. “Nós tínhamos a presença da Zona de Convergência Intertropical, mas, as chuvas, elas não aconteceram porque os ventos de Sudeste estavam muitos fortes e não permitiram as precipitações. As fortes chuvas registradas no estado do Amazonas também provocaram a falta de chuvas no Nordeste”, afirma.
Em 1919, choveu algo em torno de 250 milímetros no Seridó. A situação atual, não tem como reverter, a não ser que ocorra alguma anomalia. “Sabemos que a natureza é a natureza, nós não esperávamos seca para este ano e, ela veio”, lembra. O Seridó teve um mês de fevereiro com boas chuvas, mas, em março elas foram insignificantes, e piorou em abril. Caicó não choveu, em Cruzeta três milímetros e Currais Novos também não choveu.

Fonte: Blog de Marcos Dantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Adese agradece o seu comentário!