Follow by Email

segunda-feira, 16 de julho de 2012

ADESE participa de reunião que tratará do fomento às cadeias produtivas da Agricultura Familiar no RN


A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE) participa amanhã, 17 de julho, em Natal-RN, de reunião que tratará do fomento, via BNDES, às cadeias produtivas da Agricultura Familiar do Rio Grande do Norte.

O evento, organizado pela Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário no RN, irá ser realizado no auditório do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), localizado na rua Potengi, bairro Petrópolis, às 8:30h. A reunião contará com a presença de Cesar Oliveira, Diretor de Inclusão Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário. 

Destaque da Agricultura Familiar

O setor agropecuário do Rio Grande do Norte mudou nos últimos dez anos e destaca a agricultura familiar como responsável por 1/3 da produção do setor agropecuário. 

Produção na Agricultura familiar

No Rio Grande do Norte, a agricultura familiar participa com 1/3 da economia na produção de grãos e de cultura agropecuária. "No Estado, 90% do arroz é produzido pela agricultura familiar. O milho produzido corresponde a 83% e a mandioca, 61% da produção potiguar", frisa o superintendente do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) no RN, Paulo Sidney.

Os dados mostram ainda que os estabelecimentos familiares são responsáveis por 75% da criação de suínos, com produção de 64% do leite de cabra e 45% do leite bovino. Assim, o setor da agricultura familiar contribui com 1/3 das receitas gerada pela agropecuária do RN.

Ainda de acordo com o senso, 77% do pessoal ocupado no setor agropecuário faz parte da agricultura familiar. "Esse setor revela para o Rio Grande do Norte o seu peso e sua importância que até então não eram conhecidos e nem os resultados na economia do Estado", frisa.

Ivanilson Barros Júnior
Assessor de Comunicação Centro de Apoio ao CBH PPA
Rua Otávio Lamartine, 891, Centro - Caicó-RN
Tel.: 84 3417-2948 - Cel.: 8896-1840
CEP 59300-000

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Adese agradece o seu comentário!