Follow by Email

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ADESE recebe estudantes da Universidade de Freiberg na Alemanha


Pesquisadores ficarão duas semanas coletando dados sobre desertificação; a ADESE é parceira no projeto

A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE) está dando suporte a uma equipe de estudantes alemãs da Techinal University Bergakademie Freiberg, cidade situada a 233 km ao Sul de Berlim capital da Alemanha. O trabalho de pesquisa sobre desertificação é orientado pelo professor Dr. Jörg Matschullat. A indicação de suporte foi feita pela Universidade Federal do RN (UFRN) e Universidade Federal de Campina Grande-PB (UFCG), parceiras na pesquisa.

Os pesquisadores já estão há dois dias na região, especifícamente emn Caicó. A equipe da ADESE fez uma reunião pela manhã na sede da Agência onde discutiu a problemática da desertificação no Seridó e também indicou pessoas e lugares para a busca e coleta de dados. Pela manhã as estudantes participaram da reunião do 'Fórum do Campo',  na prefeitura de Caicó/RN, onde poderes executivo, legislativo e demais segmentos discutiam com agricultores os efeitos da Seca. A ADESE levará os pesquisadores no turno da tarde para conhecer o Núcleo de Desertificação do Seridó, que está localizado na cidade de Parelha/RN.

Os pesquisadores fazem participam do projeto “VeluDeClim-NEB”, cujo objetivo é descobrir os parâmetros diretos e indiretos mais relevantes controlando uso da terra e mudanças climáticas na região; além das características dos locais que apresentam desertificação e degradação na região dos estudos.

A área de pesquisa total inclui nove estados nordestinos. Uma área para estudos, mas detalhados do trabalho é justamente o Seridó, entre Rio Grande do Norte e Paraíba, e foi escolhida baseada na sensitividade da área, e conhecimento e experiência dos parceiros do Brasil e da Alemanha. Na região do Seridó o trabalho terá duração de duas semanas, e a intenção de Jörg e suas alunas é conhecerem a realidade das condições de vida dos moradores das comunidades rurais.

Em entrevista ao Blog do Marcos Dantas hoje pela manhã na sede da ADESE, o professor Jörg Matschullat explicou que o trabalho de suas alunas no Seridó é sobre os grandes desafios globais, incluindo mudanças climáticas e mudanças de biomas. E foi por descobrir que o Seridó é uma região extremamente vulnerável, e que as mudanças do exterior influenciam o Seridó muito mais do que qualquer outra região, que a escolha para sediar o trabalho da universidade alemã acabou escolhendo a nossa região.

O Seridó tem riscos de desertificação enorme, senso de nível de altitude acima do mar, tem uma cultura antiga e tem várias hipóteses sobre o desenvolvimento no Seridó. Eu quero saber quais são as forças maiores que influenciam essas mudanças e o que nós podemos fazer para contribuir com um desenvolvimento sustentável. Já temos vários exemplos e experiências apresentadas pela Adese e outros segmentos da região; temos experiências conhecidas em outros Estados”, explicou Matschullat.

Ivanilson Barros Júnior
Assessor Comunicação Centro de Apoio ao CBH PPA
Rua Otávio Lamartine, 891, Centro - Caicó-RN
Tel.: 84 3417-2948 - Cel.: 8896-1840
CEP 59300-000

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Adese agradece o seu comentário!