Follow by Email

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Secretários de Meio Ambiente de municípios do Seridó decidem organizar 1ª Convenção Regional do Meio Ambiente

Dezesseis secretários de Meio Ambiente se fizeram presentes a reunião na ADESE, além de outras instituições.

Intermediada pela Gestora Ambiental da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE), Paula Salmana, terminou a pouco reunião com dezesseis secretários de meio ambiente de municípios do Seridó, além do IFRN, Emparn/Caicó, OCB/Sescoop, Cáritas Diocesana e Faculdade Católica Santa Terezinha.

A reunião tratou sobre proposta de realização da 1ª Convenção Regional do Meio Ambiente. Por unanimidade foi aceita a proposta por parte de 16 municípios que estavam representados, de organizarem a Convenção Regional.

Entretanto, alguns municípios que irão participar da Regional, irão propor ao seu município organizar a sua Conferência Municipal em preparação a Regional. Os municípios que irão organizar as suas conferências municipais foram: Caicó, Bodó e a cidade de Lagoa Nova. Os secretários vão propor aos gestores organizar suas conferências.

Além disto, ficou decidido que a data e o local da 1ª Regional será na cidade de Caicó, no dia 06 de junho. Na reunião, também houve a formação da CORE (Comissão Organizadora Regional) que ficou com a seguinte formação: ADESE, Cáritas Diocesana, IFRN/Caicó, Faculdade Católica Santa Terezinha e Secretarias Municipais de Meio Ambiente de Caicó, Carnaúba dos Dantas e Florânia.

A primeira reunião de organização do evento será dia 12 de abril, às 14hr na ADESE. Quem quiser entrar em contato ou enviar sugestões para mais informações pode enviar e-mail projetos@adese.com.br ou adese@adese.com.br

ENTENDA

A Convenção Regional tem por objetivo discutir as prioridades para a implementação da Política Nacional dos Resíduos. A ADESE se propôs a organizar e mobilizar os municípios para esta convenção em atendimento a Portaria MMA nº 185, de 04 de junho de 2012.

A Convenção Regional e Estadual são encontros preparatórios para a 4ª Convenção Nacional que acontecerá em Brasília, do dia 24 a 27 de outubro.

A 4ª Convenção Nacional do Meio Ambiente, convocada pela Portaria MMA nº 185, vai centrar a discussão da Política Nacional de Resíduos Sólidos em quatro eixos: Produção e Consumo Sustentáveis; Redução dos Impactos Ambientais; Geração de Emprego e Renda e Educação Ambiental.

Ivanilson Barros Júnior
Assessor Comunicação Centro de Apoio ao CBH PPA
Rua Otávio Lamartine, 891, Centro - Caicó-RN
Tel.: 84 3417-2948 - Cel.: 8896-1840
CEP 59300-000

Um comentário:

  1. Bom dia. Peço considerarem convite abaixo. Atenciosamente, Prof. Aloísio Leoni Schmid (UFPR).

    De 21 a 24 de outubro acontecerá em Curitiba o V Encontro Latinoamericano de Edificações e Comunidades Sustentáveis, com o tema "REPENSAR A CIDADE EXISTENTE". Será promovido pela Associação Nacional
    de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC e organizado pela UFPR.
    Esperam-se cerca de 1000 pessoas entre profissionais de projeto,
    gestores públicos, representantes da sociedade civil organizada, além
    de pesquisadores e estudantes.

    Convidamos, com presença confirmada, os palestrantes:
    - Louis Becker, arquiteto e professor, CEO do escritório dinamarquês
    Henning Larsen
    - Augusto Giraldo, o primeiro "prefeito verde" da Colômbia
    - Wendy Brawer, educadora ambiental novaiorquina, criadora da ONG "Greenmaps"
    - Gerd Hausladen, professor da Univ. Tecnológica de Munique e renomado
    projetista

    Receberemos contribuições (na forma de artigos completos ou resumos)
    até o dia 10/5 (sexta-feira).

    Mais informações se encontram em: http://www.elecs2013.ufpr.br

    Subtemas das sessões técnicas

    1. Escala dos materiais
    Gestão e racionalização de recursos hídricos e energéticos e fontes
    alternativas de energia
    Gestão de resíduos urbanos sólidos, líquidos, emissões aéreas
    Aproveitamento de resíduos
    Materiais naturais minimamente processados
    Avaliação de sustentabilidade de materiais
    Salubridade dos materiais utilizados em interiores
    Poluição eletromagnética

    2. Escala da edificação
    Salubridade dos materiais utilizados em interiores
    Sistemas construtivos
    Ecotécnicas
    Avaliação de sustentabilidade de edificações
    Mudanças de paradigma organizacional, responsabilidade social no setor da
    construção civil
    Promoção da diversidade e identidade cultural das edificações
    Sistemas de alta tecnologia para edificações e sustentabilidade:
    isolamento térmico (energia embutida e emissões associadas), tetos verdes,
    paredes verdes e paisagismo útil (em especial com espécies nativas),
    integração arquitetônica de coletores solares, aproveitamento da água da
    chuva e reuso da água
    Quantificação de energia embutida e emissões associadas
    Qualidade do ar e uso de aromas
    Mobiliário mais sustentável
    Higienização, cocção, lavagem de roupas, higiene corporal
    Edificações públicas: licitação na modalidade melhor técnica
    Estoque de imóveis desocupados na Secretaria de Patrimônio da
    União/Ministério do Planejamento (SPU/MP)

    3. Escala Urbana
    Mecanismos de distribuição de riqueza e renda associadas à construção civil
    Mecanismos de gestão participativa, superação de práticas e políticas de
    exclusão associadas à construção civil
    Cidades sustentáveis
    Ecocidades e ecobairros
    Avaliação de sustentabilidade urbana
    Sistemas de transportes mais sustentáveis
    Promoção da diversidade e identidade cultural de comunidades
    Sistemas de alta tecnologia para ambientes urbanos e sustentabilidade
    Infra-estrutura e edificações sustentáveis de apoio ao ecoturismo
    Permeabilidade
    Atenuação da ilha de calor
    Renaturação de rios
    Iluminação pública eficiente
    Biodiversidade urbana: fauna e flora
    Desenho urbano e infraestrutura
    Aplicações da Linguagem de padrões de Alexander
    Cidades em região predominamente rural
    Produção de alimentos em meio urbano
    Patrimônio cultural
    Morfologia urbana, ventilação e insolação

    Abordagens possíveis para cada tema:

    Teoria: revisão bibliográfica, survey, experimento, simulação;
    Aplicação: estudo de caso, relato, projeto, paper empresarial, paper social;
    Promoção: políticas publicas, educação, cultura.

    ResponderExcluir

A Adese agradece o seu comentário!