Follow by Email

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Médico caicoense faz desabafo, e denuncia descaso com crianças recém-nascidas.




 O médico ginecologista e obstetra, Elísio Galvão, fez hoje (09), via página do facebook, uma grave denúncia. De plantão ontem (08) no Hospital do Seridó, Fundação Carlindo Dantas, o médico disse que uma criança só não veio a óbito graças à presença de um pediatra que conseguiu salvar a criança.

A reclamação do médico, que se diga é frequente, é com o descaso da administração do hospital em não cumprir com a escala pediátrica do hospital, deixando o médico obstetra sem o apoio de um pediatra “Há mais de dois anos venho brigando com os gestores deste hospital pelo cumprimento da escala da pediatria, e todos fazem ouvido de mercador, pois bem caros amigos só este ano duas crianças tiveram paradas neste hospital”, desabafou.

Além disso, o médico denúncia também a má alimentação oferecida aos funcionários, “ontem, 09 de maio, fotografei a alimentação servida aos funcionários que são abnegados tantas vezes, sem receber nem um centavo, vou postar aqui no face; enquanto tiverem morrendo só as Marias e os Josés, nada vai acontecer, mas DEUS é justo e aí sim eles vão tomar as providências” finaliza.

O médico inicia o texto dizendo que está se recompondo de mais uma noite de terror no Hospital do Seridó, esse que serve entre outras coisas para tantas crianças nascerem, mas infelizmente morrerem também.

Ivanilson Barros Júnior
Assessor Comunicação Centro de Apoio ao CBH PPA
Rua Otávio Lamartine, 891, Centro - Caicó-RN
Tel.: 84 3417-2948 - Cel.: 8896-1840
CEP 59300-000

4 comentários:

  1. o descaso tambem é complementado pela falta de respeito de certos medicos q atuam por la, botar a culpa na falta de estrutura é a mascara usada por alguns deles

    ResponderExcluir
  2. Não vem a tona, mas, procurem averiguar,antes de falarem sem informações existem pediatras e obstetras suficientes na escala do Governo do Estado para suprir aquela escala, questionem-se, porque os pediatras citados abaixo: Drª Socorro, Joelha e Evilácio estão afastados, se suas lotações é lá, vejam ainda porque os obstetras Maria dos Remédios, Verônica e Anaiza que tb são do quadro do Estado e eram pra estarem todos no Plantão, todos atendendo em seus consultórios, mas qd o parto ou atendimento é particular fazem esses procedimentos no hospital. Isso sim, é caso de se ter respostas. É muito conveniente jogar a culpa no primeiro q se encontra...

    ResponderExcluir
  3. o comentario acima esta correto, existem sim medicos suficientes na escala, basta agora saber por que eles estao atuando afastados dos seus locais de escala

    ResponderExcluir
  4. pelo que verifiquei la, existem medicos que deveriam estar cumprindo sua escala naquele hospital, mas nao estao, isso merece investigaçao... o desabafo de elisio, na verdade, diz respeito a sobrecarga no trabalho, justamente por causa de medicos que por algum motivo nao pisam la

    ResponderExcluir

A Adese agradece o seu comentário!